Calendário

Eventos

Notícias
28 de setembro de 2018

Theatro Municipal de São Paulo realiza Festival de Coros Adultos

No repertório, canções da música popular brasileira e homenagem ao arranjador Damiano Cozzella apresentadas pelo Coral Paulistano, Coro Acadêmico da Faculdade Cantareira, Coro da Universidade Federal do ABC e Coral da ECA-USP

O Coral Paulistano realiza mais uma edição do Festival de Coros Adultos, no dia 30 de setembro, às 11h, no Theatro Municipal de São Paulo. Para este evento, além do Coral Paulistano, se apresentam o Coro Acadêmico da Faculdade Cantareira, o Coro da Universidade Federal do ABC e o Coral da ECA-USP.

No repertório, estão canções da música popular brasileira como O Morro Não Tem Vez, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes; Sabiá, letra de Chico Buarque para canção de Tom Jobim; Remeiro de São Francisco, de Heitor Villa-Lobos, Ponta de Areia, de Milton Nascimento, e Suíte dos Pescadores, de Dorival Caymmi, com arranjo de Damiano Cozzella.

Essa última peça será executada por todos os coros juntos como uma homenagem a Cozzella. O professor e arranjador produziu cerca de 300 arranjos para corais, incluindo sambas, choros, marchinhas carnavalescas, canções da Bossa Nova e MPB, entre outras.

O programa ainda conta com algumas peças do movimento Negro Spiritual. Esse estilo é comum nas igrejas protestantes americanas, caracterizado por movimentos rítmicos do corpo e até mesmo palmas. O estilo no Brasil ao qual mais se assemelha é o de música Gospel. Daquele gênero, o Coro Acadêmico da Faculdade Cantareira executa Deep River
(compositor anônimo), o Coral da ECA-USP traz ao palco o Ride The Chariot (compositor anônimo).

Os compositores brasileiros também ganharam espaço nesse concerto. É o caso de Quíchua,
de Guilherme de Almeida, inspirado em um texto de um índio da tribo Quíchua que foi alfabetizado em português e começou a escrever poemas. Os Quíchuas são povos indígenas da América do Sul que vivem no Peru, Bolívia, Argentina e Chile. No concerto, os compositores ainda executam Momento, de Antônio Ribeiro, e Lata d’água, de Luiz Antônio e Jota Junior.

Os ingressos para o festival custam R$ 20 e estão à venda na bilheteria do Theatro Municipal e no site eventim.com.br.