Eventos


Fundação TMSP

Mais autonomia para o desenvolvimento de um projeto artístico de excelência

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo foi instituída pela Lei 15.380 de 27 de maio de 2011 e regulamentada pelo decreto nº 53.225, de 19 de junho.

O Estatuto traz um novo formato administrativo: uma Fundação de Direito Público vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, que apresenta órgãos de Direção, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal em sua estrutura organizacional.

Com a Fundação, o TMSP passa a ter autonomia nos campos administrativo, financeiro, patrimonial e artístico – uma conquista essencial para o desenvolvimento de um projeto artístico de excelência. São de sua responsabilidade institucional a manutenção do edifício histórico do Theatro, da Praça das Artes e da Central Técnica, a administração das escolas municipais de música e dança e alguns dos mais importantes corpos artísticos do país: a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, o Balé da Cidade de São Paulo, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, o Coro Lírico Municipal de São Paulo e o Coral Paulistano. Para gerir todas as atividades do Theatro, a Organização Social Instituto Odeon foi contratada por seleção pública.

Os recursos que compõem a receita da Fundação vêm do orçamento

O Estatuto traz um novo formato administrativo

Os recursos que compõem a receita da Fundação vêm do orçamento da Prefeitura de São Paulo, da venda de produtos e serviços educativos e culturais, cobrança de ingressos, convênios, doações e patrocínio, entre outras fontes.

Com direção geral de Maria Emília Nascimento Santos, tem seu Conselho Deliberativo presidido pelo Secretário Municipal de Cultura e composto por membros natos, por membros indicados pelo Secretário Municipal de Cultura, bem como por membros eleitos. Já o Conselho Fiscal é composto por membros titulares e suplentes, indicados pela Secretaria Municipal de Finanças, e membros eleitos dentre os servidores da Fundação.