Eventos


25 de junho de 2020

Theatro Municipal de São Paulo disponibiliza com exclusividade filme de Ugo Giorgetti sobre músico alemão ex-integrante do Quarteto de Cordas da Cidade

Documentário ‘Variações sobre um Quarteto de Cordas’ conta a história de jovem violista que veio ao Brasil em 1939, em turnê com um quarteto de cordas de Dresden, da Alemanha, e por conta da Segunda Guerra, se radicou em São Paulo, onde assumiu vaga no grupo de cordas do Theatro Municipal a convite do escritor Mário de Andrade, permanecendo por quase 40 anos.
Assista ao filme aqui

 

Em 2020, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, criado por Mário de Andrade e ligado ao Theatro Municipal, celebra 85 anos de história. E nesta sexta-feira, 26 de junho, o YouTube do Theatro disponibiliza com exclusividade na internet o filme ‘Variações sobre um Quarteto de Cordas – A música de Johannes Oelsner’, do diretor Ugo Giorgetti. Lançado há 16 anos e só agora acessível ao grande público, o documentário vai ao ar a partir das 20h e ficará na rede. Internauta pode ver e rever quando quiser, sem necessidade de cadastro.

Interessado por música de câmara, em especial na formação de quarteto, o cineasta Ugo Giorgetti decide retratar, neste longa-metragem, a história do jovem músico alemão Johannes Oelsner. Um violista do Quarteto Fritsche, de Dresden e ligado ao importante centro de formação musical da Europa, que em 1939 vem para a América Latina em turnê com o grupo, incluindo uma parada no Brasil.

Na São Paulo da época, o escritor Mário de Andrade dirigia o Departamento de Cultura da Municipalidade Paulistana, hoje a Secretaria Municipal da Cultura de São Paulo, e havia criado, quatro anos antes, em 1935, o Quarteto Haydn, que a partir de 1981 passou a se chamar Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo. Encantado com os alemães, Mário de Andrade convida os músicos a tocarem junto com o grupo do Theatro Municipal de São Paulo, o que resultou em um memorável concerto com a execução do Octeto de Felix Mendelssohn.

Alertado por um amigo da Embaixada da Alemanha sobre o início da Segunda Guerra Mundial, com a invasão da Polônia pela Alemanha Nazista em 1º de setembro daquele ano, Johannes resolve ficar em São Paulo e os outros três músicos retornam ao país natal.

Com a saída do violista Amadeo Bardi do quarteto do Municipal e ciente da permanência do músico alemão na capital paulista, Mário de Andrade convida Johannes a ingressar no grupo de cordas do Theatro. Após uma entrevista com o prefeito Prestes Maia, que conversou com o músico com a fluência do idioma alemão que detinha, ele é aprovado para a vaga de violista, ocupada durante 37 anos com a mesma formação.

Marcelo Jaffé, atual violista do grupo, destaca “é um filme que conta a história do Johannes Oelsner, que tive o prazer de conhecer, mas também a trajetória do Quarteto de Cordas da Cidade. Um resgate histórico e tanto”.

Ugo Giorgetti ficou muito amigo do músico e conta, em depoimento disponível na internet, que se divertiu muito fazendo o filme. “Uma obra muito representativa de uma época. Da São Paulo em processo de civilidade”, destaca. Produzido pela SP – Filmes de São Paulo, ‘Variações sobre um Quarteto de Cordas – A música de Johannes Oelsner’ foi lançado em dezembro de 2004, após curtíssima temporada no Cinesesc e exibição na TV Cultura, mas só agora chega à internet. Basta acessar o YouTube do Theatro Municipal e conferir este documentário que tem 55 minutos de duração.

+ Alwin Ewald Johannes Oelsner

Nascido em 1915 na cidade de Dresden, Oelsner estudou violino com Gustav Fritsche, que possuía naquela cidade, na primeira metade do século 20, um famoso quarteto de cordas. Dedicando-se depois exclusivamente à viola e revelando talento fora do comum, foi convidado por seu ex-mestre para integrar seu conjunto. No Brasil, o músico e professor Johannes Oelsner casou-se com uma alemã e faleceu em janeiro de 2010, aos 94 anos.

+ Municipal Online

Enquanto o Theatro Municipal de São Paulo segue fechado por determinação da prefeitura para evitar a propagação do novo coronavírus, o território digital é o novo palco. Tem performances de câmara, cursos livres, gravações solo em versões reduzidas para piano, vídeos completos de espetáculos e lives com profissionais do Theatro. Tudo isso com acesso gratuito e irrestrito nas páginas do Theatro Municipal no Instagram, Facebook ou YouTube.

E o próximo episódio do Podcast Theatro Municipal vai ao ar neste sábado, 30 de maio. Na pauta da conversa com a apresentadora Ligiana Costa, o maestro Alessandro Sangiorgi, regente assistente da Orquestra Sinfônica Municipal, e o compositor Leonardo Martinelli falam da estreita relação entre culinária e ópera.