Eventos


06 de maio de 2019

Secretaria Municipal de Cultura lança Novos Modernistas

Capitaneado por Hugo Possolo, projeto inicia as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna reconectando o Theatro Municipal e a Praça das Artes ao caráter multicultural da cidade

Estreia do projeto será marcada por sessão única do espetáculo “Prot{AGÔ}nistas – O Movimento Negro no Picadeiro” no Municipal com mais de 20 artistas negros

A Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Theatro Municipal, lança o projeto Novos Modernistas, que inicia as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna. O projeto marca a reconexão do Theatro Municipal e da Praça das Artes com o caráter multicultural da cidade de São Paulo, expresso na semana de 1922, trazendo espetáculos que se destacam pela diversidade, pelo cruzamento de linguagens artísticas e pela união das diferenças.

Capitaneado por Hugo Possolo, diretor artístico do Theatro Municipal, o Novos Modernistas tem como objetivo convocar e provocar o debate sobre as novas vanguardas da cidade de São Paulo. Por meio de apresentações de temática contemporânea, esses espetáculos, cada um à sua maneira, derrubam muros e expandem territórios. O projeto terá, todo mês, um espetáculo diferente. A começar por “Prot{AGÔ}nistas – O Movimento Negro no Picadeiro”.

Com dança, música e circo, o espetáculo circense “Prot{AGÔ}nistas – O Movimento Negro no Picadeiro” inaugura o projeto Novos Modernistas no dia 8 de maio.

São mais de 20 artistas negros em cena em números de tecido, malabares e palhaçaria, que se misturam com passos de dança. A direção do espetáculo é de Ricardo Rodrigues. “Não deveria ser considerada extraordinária a apresentação de um espetáculo feito por negros em um país no qual a maioria da população é negra”, afirma o diretor.

Rodrigues considera a obra uma celebração da beleza afrodescendente, sem deixar de lado temas como o genocídio e as pautas do feminismo. “Apresentamos ao grande público uma gama de talentos, fugindo dos clichês que colocam o negro em um lugar exótico ou místico sobre a nossa cultura, para hastear apenas uma bandeira: a do protagonismo.”

“Prot{AGÔ}nistas” destaca, em seu título, a palavra “agô” da língua iorubá. “O jogo de palavras ressalta o ato de dar passagem para se contemplar os novos artistas paulistas, a maioria vinda das periferias — ou novos quilombos — cheios de vozes e expressão”, explica o diretor.

A criação do espetáculo, que estreou no Festival Internacional do Circo (FIC) – também uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura –, deu-se a partir da música “Dos Rola”, de DicaLMarx, artista de Ermelino Matarazzo, bairro da zona leste de São Paulo. A letra denuncia o racismo e propõe transformar a favela de “senzala” em “quilombo”, um incentivo ao empoderamento negro. Esta foi a primeira inspiração de Rodrigues, que convidou o próprio DicaLMarx para fazer parte do espetáculo, assim como outros intérpretes que cantam músicas originais, como Melvin Santana (“Nascimento”) e Vinicius Ramos/Renato Ribeiro (“Protagonistas”).

Maio 

08 Quarta | 20h

Novos Modernistas – A diversidade de linguagens revigorando a arte.
Espetáculo de lançamento – PROT(AGÔ)NISTAS
Indicação etária: Livre
Ingressos: R$ 10
Vendas na bilheteria do Theatro Municipal e pelo site eventim.com.br
Sala de Espetáculos – Theatro Municipal
Capacidade: 1500 lugares