Eventos


05 de novembro de 2019

Pianista Felipe Senna se apresenta com o Quarteto de Cordas da Cidade em novembro na Praça das Artes

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo | Foto: Fabiana Stig

Grupo interpreta obras de Beethoven no dia 7 e recebe Senna para um repertório só de composições autorais desse pianista brasileiro, no dia 21

 

Neste mês, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo faz duas apresentações com repertórios distintos, um tradicional dedicado a Beethoven e outro contemporâneo e só com obras do pianista brasileiro Felipe Senna como convidado. Os concertos acontecem às 20h na Sala do Conservatório, na Praça das Artes, e os ingressos custam R$ 20.

O primeiro concerto, no dia 7, reúne duas peças de um dos mais influentes nomes da história da música clássica. Reconhecido principalmente por suas sinfonias, Beethoven também compôs diversas sonatas para quarteto, dentre os quais o Op. 14 N° 1 e o Op. 109, que serão interpretados neste concerto, antecipando os 250 anos do compositor que serão celebrados em 2020. “Esse repertório do Beethoven é peculiar porque são duas sonatas originalmente escritas para o piano. O próprio compositor fez uma versão para quarteto da Sonata Opus 14 N° 1, criando uma ponte entre os gêneros. Nós levamos adiante essa “possibilidade musical” e pedimos para o Matheus Bitondi transcrever a Sonata Opus 109, que será tocada por um quarteto de cordas pela primeira vez”, explica Jaffé.

Já no dia 21, o grupo formado pelo violista Marcelo Jaffé, o violoncelista Rafael Cesario e os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios recebe o pianista Felipe Senna para o concerto Brasil Moderno. Juntos, eles interpretam algumas das composições de Felipe que transitam entre o erudito e o popular, como Valsa Chorona e Entrelaços. O músico, que iniciou sua carreira aos 14 anos, já atuou com grandes nomes do cenário brasileiro como Toquinho, Claudete Soares, Filó Machado, Edu Ribeiro e importantes orquestras do país. Premiado e reconhecido internacionalmente, o pianista também é criador e diretor do grupo Câmaranóva.

Ensaio aberto gratuito
Um dia antes de cada apresentação, 6 e 20 de novembro, o grupo realiza um ensaio aberto gratuito, às 18h, na Sala do Conservatório. Essa é uma ótima oportunidade para acompanhar e aprender sobre o processo musical e as obras do repertório.

Serviço
07/11, Quinta | 20h

QUARTETO TOCA BEETHOVEN
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Programa:
Ludwig van Beethoven
Quarteto, Op. 14 N° 1
Quarteto, Op. 109 (versão de Matheus Bitondi)

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.br ou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e
sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do
evento.
Capacidade: 200 lugares

21/11,Quinta | 20h
BRASIL MODERNO
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo
Felipe Senna, arranjos e piano

Programa:
Felipe Senna
Danzas N° 2
Valsa Chorona
Mamulengos de Neve
Entrelaços
Contos
Morro do Pico

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.brou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e
sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do
evento.
Capacidade: 200 lugares

*Programação sujeita a alterações.

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo
Por iniciativa de Mário de Andrade, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo foi fundado em 1935. Inicialmente era chamado de Quarteto Haydn buscava difundir a música de câmara e estimular compositores brasileiros a compor novo repertório para o gênero. O grupo passou a ser chamado de Quarteto de Cordas Municipal a partir de 1944, chegando à sua forma definitiva em 1981, como Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

A atual formação conta com os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Rafael Cesario, músicos de intensa atividade no cenário musical brasileiro e de prestígio internacional, que se destacam também pela atuação em concertos, recitais e atividades pedagógicas.

Em concertos comentados, o Quarteto apresenta o amplo repertório para a formação, inclusive o de vanguarda, promovendo o contato do público com todas as tendências e escolas de composição, como parte do projeto original do grupo, de fomento e formação de plateias. Em sete oportunidades o Quarteto de Cordas ganhou o prêmio de Melhor Conjunto Camerístico da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e por três vezes o Prêmio Carlos Gomes. A Sala do Conservatório é a casa do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.