Eventos


08 de junho de 2017

Orquestra Sinfônica Municipal recebe Roberto Tibiriçá e Eduardo Monteiro em concerto sinfônico

No programa estão obras de Mignone, Mozart e Rachmaninov. Os ingressos variam de R$35 a R$100.

A Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo – OSM realiza um concerto sob a regência do maestro convidado Roberto Tibiriçá na próxima sexta-feira (9), às 20h, e no sábado (10), às 16h30, no palco do Theatro. O programa conta ainda com a participação especial do pianista Eduardo Monteiro. Os ingressos variam de R$35 a R$100.

Para esta apresentação, os músicos trazem no repertório  Cangada, de Francisco Mignone,Concerto n°19em fá maior, K.459, de Wolfgang Amadeus Mozart, e Sinfonia n°2, de Sergei Rachmaninov.

Série Concertos Sinfônicos

Nas sextas-feiras, às 20h, e aos sábados, às 16h30, a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo realiza concertos sinfônicos no palco do Theatro Municipal. Os ingressos para esta série variam de R$35 a R$100.

Serviço:

Concertos Sinfônicos

> Sexta (9.06), às 20h
> Sábado (10.06), às 16h30
Concerto Sinfônico
Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo – OSM
Roberto Tibiriçá, regência OSM
Eduardo Monteiro, pianista

Programa:

FRANCISCO MIGNONE
Congada
WOLFGANG AMADEUS MOZART
Concerto nº 19, em Fá Maior, K.459
SERGEI RACHMANINOV
Sinfonia n° 2, em mi menor, Op. 27

Ingressos:
Setor 1: R$ 100
Setor 2: R$ 80
Setor 3: R$ 35
(meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes)
Na bilheteria ou pelo www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração:  aproximadamente 90 min.

TEXTOS DE APOIO:

Roberto Tibiriçá

Titular da cadeira n°5 da Academia Brasileira de Música, Roberto Tibiriçá é um dos maestros brasileiros mais prestigiados do país. Recebeu em 2010 e 2011 o XIII e XIV Prêmio Carlos Gomes como Melhor Regente Sinfônico (por seu trabalho com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e a Sinfônica Heliópolis, do Instituto Baccarelli). Recebeu ainda em 2011 a Ordem do Ipiranga (a mais alta honraria do Estado de São Paulo), a Grande Medalha Presidente Juscelino Kubitschek (outorgada pelo Governo de Minas Gerais) e o Prêmio APCA (Associação dos Críticos Musicais de São Paulo) como Melhor Regente (por seu trabalho com a Sinfônica Heliópolis e com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais).

 

Eduardo Monteiro

Considerado um dos maiores expoentes do cenário pianístico brasileiro, o carioca Eduardo Monteiro teve seu talento reconhecido internacionalmente desde jovem. Em 1989 recebeu, por unanimidade, o 1olugar no Concurso Internacional de Piano de Colônia, Alemanha, além do prêmio de melhor intérprete de Beethoven. Foi laureado, também, nos concursos de Dublin, em 1991 e Santander, em 1992, foi também solista das principais orquestras do Brasil e de renomadas orquestras do exterior, incluindo as Filarmônicas de São Petersburgo, de Moscou, de Munique de Bremen, entre outras. Eduardo Monteiro ocupa um lugar de destaque no panorama da formação pianística no país. É diretor da Escola de Comunicações e Artes da USP, onde é professor de piano do Departamento de Música.