Calendário

Eventos

Notícias
17 de dezembro de 2019

Orquestra Experimental de Repertório apresenta último concerto da temporada com peças de Ravel e Mussorgsky

Orquestra Experimental de Repertório. Foto: Larissa Paz

Apresentação acontece no dia 22 de dezembro e fecha a série temática Orquestrando Grandes Mestres

 

A Orquestra Experimental de Repertório (OER) homenageou nomes importantes da música clássica ao longo deste ano. Para encerrar a temporada, o grupo, que completa 30 anos em 2020, interpreta composições do francês Maurice Ravel e do russo Modest Mussorgsky no dia 22 de dezembro. Sob a batuta de seu regente titular, Jamil Maluf, e acompanhada do pianista Aleyson Scopel, a OER sobe ao palco do Theatro Municipal ao meio-dia e os ingressos custam até R$ 20 (inteira).

O programa traz as peças Concerto para Piano e Orquestra em Sol Maior e Quadros de uma Exposição. A primeira é umas das mais conhecidas de Ravel, enquanto a segunda é uma composição para piano de Mussorgsky, que se consagrou na versão e orquestração daquele músico francês. “Neste repertório, apresentamos seus dois lados. Além de um excelente compositor, [Maurice Ravel] é um dos maiores orquestradores da música”, explica Jamil. “Ele é brilhante! Sempre uma honra e responsabilidade muito grande tocar sua obra”, acrescenta.

Por serem de épocas e nacionalidades distintas, ambos empregam características bastante particulares em suas obras.

“Diferente de Ravel, que tem um estilo mais refinado, típico da música francesa, Mussorgsky traz grandes massas de som em suas composições. De formas singulares, são nomes muito relevantes e influentes da cena erudita”, acrescenta Jamil. A terceira peça que completa o programa é Uma Noite no Monte Calvo, também escrita por Mussorgsky e que se popularizou na versão de Rimsky-Korsakov, a qual será interpretada por esse corpo artístico do Municipal.

 

Serviço

22/12, Domingo | 12h
ORQUESTRANDO GRANDES MESTRES
Orquestra Experimental de Repertório
Jamil Maluf, regência
Aleyson Scopel, piano

Programa:
MAURICE RAVEL
Concerto para Piano e Orquestra em Sol Maior

MODEST MUSSORGSKY / RIMSKY KORSAKOV
Uma Noite no Monte Calvo

MODEST MUSSORGSKY / MAURICE RAVEL
Quadros de uma Exposição

Local: Sala de Espetáculos, Theatro Municipal de São Paulo
Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/nº – Repú
Ingressos: R$20 | R$ 15 | R$ 10
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.br ou na bilheteria do Theatro Municipal.
Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Duração aproximada: 70 minutos
Classificação indicativa: livre
Capacidade: 1.500 lugares
Acessibilidade: Sim

*Programação sujeita a alterações.

OER
A Orquestra Experimental de Repertório (OER) foi criada em 1990 a partir de um projeto apresentado pelo maestro Jamil Maluf. Seu foco é na última etapa da profissionalização dos instrumentistas, que saem prontos para grandes orquestras e experiências internacionais.

A OER tem como objetivos a formação de profissionais da mais alta qualidade, a difusão de um repertório abrangente, diversificado e capaz de mostrar o extenso alcance da arte sinfônica, além da formação de novas plateias. O nome Experimental foi escolhido em cima de três pilares: primeiro, por ser um estágio da formação, o músico está experimentando com o seu talento; depois, o repertório vai além do clássico europeu e apresenta músicas contemporâneas de diversas nacionalidades. E, por último, a orquestra está sempre aberta ao acolhimento e à fusão de novas técnicas e tecnologias.

Suas várias séries de concertos – criadas com o objetivo de aprofundar a abordagem dos temas –, com renomadas estrelas das músicas erudita e popular, bem como suas montagens de óperas e balés, compõem uma programação que, há vários anos, vem conquistando público e crítica: entre os vários prêmios recebidos está o Prêmio Carlos Gomes, na categoria destaque de música erudita.

O corpo da OER é formado por 100 músicos, sendo 83 instrumentistas designados como pré-profissionais e 17 profissionais – os chefes de naipe –, além do regente principal, Jamil Maluf, o regente assistente, Guilherme Rocha, e uma estrutura administrativa.