Calendário

Eventos

Notícias
02 de outubro de 2017

KUARUP 40 ANOS: SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA CELEBRA DANÇA PAULISTANA COM HOMENAGEM AO BALLET STAGIUM E SUA FUNDADORA, MARIKA GIDALI, NO THEATRO MUNICIPAL DE SP

Apresentações do espetáculo “Kuarup ou a Questão do Índio”, que estreou em 1977, há exatos
40 anos, acontecem no Theatro Municipal de São Paulo nos dias 9 e 10 de outubro, às 20h, com entrada gratuita.

Não é exagero afirmar que a história da dança paulistana se confunde com a de
Marika Gidalli e Decio Otero, fundadores do Ballet Stagium, e a de sua companhia de
dança. E, mais do que isto, reconhecer que o Stagium assume uma posição de vanguarda
neste cenário. Ousadia, coragem e inspiração são palavras usadas comumente para definir
o papel único que tanto a companhia quanto seus fundadores tiveram na dança como
forma de expressão artística, cultural e histórica.

Como forma de honrar essa trajetória que influenciou – e ainda influencia –
companhias de dança, pesquisadores e admiradores em todo o Brasil, a Secretaria
Municipal de Cultura leva ao palco do Theatro Municipal de São Paulo, em parceria com o
Ballet Stagium, a coreografia “Kuarup ou a Questão do Índio”, de Décio Ótero nos dias 9 e
10 de outubro, com entrada gratuita.

A parceria ganha força simbólica, pois foi neste mesmo palco que o espetáculo
estreou em 1977, há 40 anos, chamando a atenção para a realidade dos índios brasileiros,
que naquela época estavam sendo vítimas de genocídio. Apesar do peso do tema, o
coreógrafo elaborou uma obra calcada na simplicidade dos movimentos, referenciados no
cotidiano de uma aldeia indígena, um dos motivos que a fez ser um dos grandes sucessos
da dança contemporânea brasileira, além de destaque no extenso repertório da
companhia.

Para o secretário municipal de Cultura, André Sturm, celebrar a história da dança
paulistana e apresentar o repertório de uma companhia como o Stagium a uma nova
geração é uma forma de manter a memória da dança sempre viva. “Queremos
proporcionar ao público a oportunidade de assistir ao vivo a uma das coreografias mais
importantes já criadas por uma das principais companhias de dança do Brasil que, além
disso, influenciou e marcou a história da dança no país”, ressalta.

Com trilha sonora original gravada na região do Alto e Baixo Xingu, este icônico
trabalho do Ballet Stagium é referência histórica até os dias atuais, pois trata-se de um ato
corajoso, ao usar sua arte para denunciar um crime em plena ditadura militar.

“Qualquer que seja nossa filosofia de vida, a cor de nossa pele, a origem de nossos
pais, todos temos em comum algo muito importante: um amor profundo pela nossa terra”
define Décio Otero. Com este chamado para a simplicidade, o Ballet Stagium convida a
todos a lembrar-se de suas origens e celebrá-las com orgulho e reverência.

Serviço: KUARUP 40 ANOS NO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO. Praça Ramos de
Azevedo, s/nº. Centro. Dias 9 e 10 de outubro, às 20h. Grátis. (ingressos serão distribuídos
2 horas antes de cada apresentação).

Secretaria Municipal de Cultura | Assessoria de Comunicação

Giovanna Longo| Carolina Bressane
Telefone: 11 3397-0050
smcimprensa@prefeitura.sp.gov.br