Eventos


08 de outubro de 2019

Em outubro, Quarteto de Cordas da Cidade e Trio Corrente se reúnem para apresentação na Praça das Artes

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo | Foto: Fabiana Stig

Grupos dividem o palco em repertório de obras autorais do trio e clássicos de Tom Jobim e Dorival Caymmi

 

O mês de outubro vem com boas notícias para os apreciadores da música de câmara. O Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, reconhecido no cenário musical brasileiro e internacional, faz duas apresentações na Sala do Conservatório, na Praça das Artes. Com ingressos a R$20, os concertos acontecem nos dias 10 e 24 de outubro, às 20h.

No concerto do dia 10, o violista Marcelo Jaffé, o violoncelista Rafael Cesario e os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios interpretam, acompanhados do pianista Fábio Martino, as obras Quinteto em Dó maior op. Póstumo, do compositor russo Nicolai Medtner, e Quinteto op. 44, do alemão Robert Schumann. 

Já na segunda apresentação do mês, no dia 24, o Quarteto de Cordas da Cidade se junta ao Trio Corrente, um dos grupos mais talentosos do jazz brasileiro na atualidade e vencedor do Grammy de melhor álbum de jazz latino em 2014. Formado pelo baterista Edu Ribeiro, o pianista Fabio Torres e o contrabaixista Paulo Paulelli, o trio une a tradição do samba-jazz dos anos 1960 à criatividade do jazz moderno e interpreta, junto ao Quarteto de Cordas, obras autorais e clássicos de compositores renomados, como Tom Jobim e Dorival Caymmi.

 

Ensaio aberto gratuito

Um dia antes de cada apresentação, 9 e 23 de outubro, o grupo realiza um ensaio aberto gratuito, às 18h, na Sala do Conservatório. Essa é uma ótima oportunidade para acompanhar e aprender sobre o processo musical e as obras do repertório.

Serviço:

10/10, Quinta | 20h
O PIANO E O QUARTETO
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Fábio Martino, piano

Programa:
Nicolai Medtner:Quinteto em Dó maior, Op. póstumo

Robert Schumann:Quinteto, op. 44

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281                 
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.br ou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do evento.
Capacidade: 200 lugares

 

24/10, Quinta | 20h
QUARTETO DE CORDAS E TRIO CORRENTE
Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Programa:
Paulo Paulelli:Entardecer/Baião Doce

Fábio Torres:Venezuelana

Edú Ribeiro:Cebola no Frevo (arranjo Chico Pinheiro)

Dorival Caymmi:É Doce Morrer No Mar

Tom Jobim:Garota de Ipanema

Pout-pourri de Choros(arranjos Tiago Costa)

Local: Sala do Conservatório – Praça das Artes
Endereço: Av. São João, 281                 
Duração aproximada: 60 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$ 20
Vendas: pelo site theatromunicipal.org.br ou pela bilheteria.
Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.
Bilheteria da Praça das Artes – Sala do Conservatório: Funcionamento: 2h antes no dia do evento.

*Programação sujeita a alterações.

Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Por iniciativa de Mário de Andrade, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo foi fundado em 1935. Inicialmente era chamado de Quarteto Haydn buscava difundir a música de câmara e estimular compositores brasileiros a compor novo repertório para o gênero. O grupo passou a ser chamado de Quarteto de Cordas Municipal a partir de 1944, chegando à sua forma definitiva em 1981, como Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.

A atual formação conta com os violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Rafael Cesario, músicos de intensa atividade no cenário musical brasileiro e de prestígio internacional, que se destacam também pela atuação em concertos, recitais e atividades pedagógicas. 

Em concertos comentados, o Quarteto apresenta o amplo repertório para a formação, inclusive o de vanguarda, promovendo o contato do público com todas as tendências e escolas de composição, como parte do projeto original do grupo, de fomento e formação de plateias. Em sete oportunidades o Quarteto de Cordas ganhou o prêmio de Melhor Conjunto Camerístico da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e por três vezes o Prêmio Carlos Gomes. A Sala do Conservatório é a casa do Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo.