Eventos


09 de fevereiro de 2021

Coral Paulistano celebra 85 anos com concerto em homenagem a todos os regentes que passaram pelo grupo

Em formação reduzida, coro se apresenta nesta quarta-feira (10/2), às 18h, em concerto aberto ao público e com transmissão simultânea pelo YouTube do Theatro Municipal; sob a regência de Maíra Ferreira e participação de solistas e do ator Adriano Tunes, repertório vai de Villa-Lobos e Camargo Guarnieri, a Gilberto Mendes, Osvaldo Lacerda, Nelson Ayres, entre outros. Foto: Rafael Salvador.

Para a sua primeira apresentação no ano em que comemora 85 anos de história, o Coral Paulistano escolheu um repertório que homenageia todas as regentes e os regentes que passaram pelo corpo artístico ligado ao Theatro Municipal de São Paulo. A lista é extensa, como Camargo Guarnieri, Fructuoso Vianna, Miguel Arqueróns, Tullio Colacioppo, Abel Rocha, Zwinglio Faustini, Antão Fernandes, Samuel Kerr, Henrique Gregori, Roberto Casemiro, Mara Campos, Tiago Pinheiro, Bruno Greco Facio, Martinho Lutero Galati e Naomi Munakata.

Seguindo todos os protocolos de segurança sanitária, o concerto desta quarta-feira (10/2), às 18h, será aberto ao público. Os ingressos custam R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia), mas quem estiver em casa também pode acompanhar ao vivo, de graça, pelo canal do Theatro Municipal no YouTube: youtube.com/theatromunicipalsp. E o que é melhor, o conteúdo fica disponível ondemand para acesso posterior, a qualquer hora e sem necessidade de cadastro.

Para homenagear alguns dos mais destacados músicos de nosso país que estiveram à frente do coral formado em 1936 por iniciativa de Mário de Andrade, à época com a proposta de trazer a música brasileira para a programação do Theatro Municipal, a batuta estará com Maíra Ferreira, atual regente titular interina. O espetáculo terá direção cênica de João Malatian, iluminação de Mirella Brandi e participação dos músicos Renato Figueiredo (piano), Pelé Nascimento e Michael Yuri (percussão), e do ator Adriano Tunes.

No repertório, obras de Villa-Lobos (Xangô), Camargo Guarnieri (Vamos Aloanda), Gilberto Mendes (Inspiraçãoe Moteto em Ré menor), Antonio Ribeiro (Momentoe Oficina Irritada) e Osvaldo Lacerda (OfulúLorêrê). Completam o programa, as peças Belo, belo de Ronaldo Miranda, Cinco canções de amor: Flora de Aylton Escobar, Mantiqueira e Cunhataiporã, de Nelson Ayres e Geraldo Espíndola e arranjos de Vicente Ribeiro e Samuel Kerr, respectivamente.

Os concertos presenciais no Theatro Municipal de São Paulo seguem todos os protocolos de segurança e prevenção à propagação do Coronavírus (Covid-19) e as orientações do Plano São Paulo e da Prefeitura Municipal de São Paulo para retomada consciente das atividades. Ao público espectador presente na Sala de Espetáculos, é necessário seguir os protocolos de segurança estipulados em nosso Manual do Espectador, disponível aqui.