Eventos


24 de fevereiro de 2015

Coral Paulistano abre temporada com Réquiem de Mozart e Missa de Camargo Guarnieri

O Coral Paulistano Mário de Andrade se apresenta na sexta-feira (27/02) às 20h no Salão Nobre do Palco de São Paulo sob regência do maestro Martinho Lutero. O concerto abre a temporada 2015 do grupo e homenageia os 70 anos de morte de Mário de Andrade, fundador e patrono do grupo.

O concerto marca também o início do ciclo integral dedicado às missas escritas por Wolfgang Amadeus Mozart. Neste primeiro concerto, o Paulistano interpreta o Réquiem K 626 de Mozart. O programa traz também a Missa Diligite, composta por Camargo Guarnieri em tributo a Mário de Andrade.

Para esta apresentação no Salão Nobre, o Coral Paulistano recebe como convidados a Orquestra de Câmara da ECA-USP, a soprano Samira Hassan, a mezzo-soprano Adriana Clis, o tenor Gilberto Chaves e o barítono Saulo Javan.

Os ingressos para o concerto de abertura do Paulistano na temporada 2015 estão esgotados – mas ainda é possível garantir ingressos para demais apresentações do grupo na programação ao assinar as séries da Sala do Conservatório. Saiba mais.

Outras apresentações

Além do concerto no Salão Nobre, o Requiem K 626 do Mozart será apresentado pelo Coral Paulistano em outros dois lugares, com entrada gratuita – no Colégio Santa Cruz e na Igreja Cristo Rei, no Tatuapé. Nestas duas ocasiões também haverá a participação da OCAM e regência de Martinho Lutero.
No dia 28/02, sábado, às 16h30, a apresentação acontece no teatro do Colégio Santa Cruz, zona oeste de São Paulo. No dia 1 de março, é a vez da Paróquia Cristo Rei, no Tatuapé, receber o grupo.

Coral Paulistano

Fundado em 1936 por Mário de Andrade, então diretor do extinto Departamento de Cultura desta capital, o Coral Paulistano nasceu sob o impacto do movimento modernista, tendo como missão fundamental a difusão do “cantar brasileiro”. Desde 2013 o maestro Martinho Lutero assumiu a direção artística do grupo que tem como principal objetivo fomentar a produção musical contemporânea, acentuar seu caráter de referência para os corpos corais da Cidade de São Paulo.