Calendário

Eventos

Notícias
14 de janeiro de 2022

Convidamos todos para acompanhar e participar da Programação do Theatro Municipal em 2022

Principal palco da Semana de Arte Moderna há 100 anos, o Theatro Municipal celebra a arte em 2022 apresentando 11 títulos de Óperas, 28 concertos sinfônicos, programas inéditos dos seus seis Corpos Artísticos e espetáculos interativos com parceiros; uma programação que representa a potência da diversidade na produção cultural da cidade e do país. Foto: Stig.

Que se preparem os amantes de cultura, arquitetura e turismo, pois as cortinas do  nosso palco no Theatro Municipal de São Paulo vão se abrir para o público, agora em janeiro, dando início à temporada de 2022. Recebemos este ano 11 títulos de óperas, 28 programas sinfônicos e três apresentações dedicadas à dança. O público também poderá conferir no mês de fevereiro uma importante homenagem ao centenário da Semana Modernista, com uma programação voltada para este marco que ocorreu no próprio Theatro, em 1922. 

Além de adquirir os ingressos para o espetáculo, o público também contará com a opção do Caderno de Assinaturas, que estará à venda a partir do dia 24 de janeiro. Essa é uma forma mais fidelizada de garantir o lugar com antecedência para as temporadas sinfônica e lírica, além de possibilitar a escolha de eventos  ao longo do ano. Para aqueles que já são assinantes, o Municipal entrará em contato, via e-mail. 

“Passado um semestre da retomada da programação presencial de 2021, que incluiu três montagens de óperas, três temporadas de balé, mais de vinte concertos e a exposição Fantasmagoria, comemorando 110 anos do Theatro Municipal, temos a felicidade de iniciar 2022 anunciando uma temporada pensada por mentes atentas ao que a casa vem produzindo, às ausências históricas e ao lugar que este teatro ocupa na cidade. Pela primeira vez, trabalhamos com um comitê curatorial multidisciplinar, composto por Bel Santos Mayer, Kleber Simões (KL Jay), Ligiana Costa, Luiz de Godoy e Nelson Soares, possibilitando que questões inabituais fossem levantadas e ampliando o debate sobre a programação de 2022 com os corpos artísticos da casa. Isto também foi possível devido a inclusão de apresentações selecionadas no edital externo que lançamos em 2021 ”, apresenta Andrea Caruso Saturnino, Diretora Geral do Complexo. 

Centenário da Semana de Arte Moderna no Theatro Municipal 

Era fevereiro de 1922 e o Theatro recebia ali os principais artistas do movimento modernista. Nomes como Heitor Villa-Lobos, Anita Malfatti, Oswald de Andrade estiveram no saguão do Municipal na conhecida Semana de 22, um dos principais movimentos culturais do país. 

Por isso, entre 10 a 17 de fevereiro, apresentamos  uma programação condensada dos corpos artísticos, um ciclo de encontros, saraus e diversas atividades que buscam celebrar o centenário com uma produção artística diversificada, para pessoas de todas as idades, cada qual com sua forma de se conectar com a arte. 

Nossa celebração, que começa com a instalação artística Recostura, da artivista Chris Tigra, na fachada principal do Theatro terá apresentações especiais de todos os corpos artísticos, uma estréia de um programa do Balé da Cidade de São Paulo, além de convidados especiais como Dona Onete, Dj Ju Salty, Rappin´Hood, MC Max BO e coletivos que realizarão expedições pelo centro da cidade, em prédios culturais. 

Óperas

A temporada traz óperas como ‘Plínio Marcos: Navalha na Carne e Homens de Papel’, duas óperas inéditas compostas por Leonardo Martinelli e Elodie Bouny, apresentadas como double bill, e O Café, do compositor Felipe Senna, obra que tem libreto adaptado de Mário de Andrade, e títulos já consagrados como Aida, de Verdi, L’Amour des Trois Oranges (O Amor das Três Laranjas), de Prokofiev, La Fanciulla del West (A Garota do Oeste), de Puccini, e Der Rosenkavalier (O Cavaleiro da Rosa), de Strauss.

No projeto Ópera Fora da Caixa apresentaremos quatro títulos e três montagens (sendo uma delas um double bill) de óperas de câmara em espaços não ortodoxos, fora da caixa cênica: uma ópera barroca francesa (Actéon de M.A. Charpentier), uma ópera clássica (L´isola disabitata de J. Haydn) e um double bill de uma ópera pós romântica (Savitri de Gustav Holst), uma nova ópera do compositor Mauricio de Bonis.

Confira nossa Programação e faça parte desta temporada tão especial conosco!