Eventos


Premiere “Andre Matos – Maestro do Rock”

Outros

14/09/2021 • 19h

[Theatro Municipal de São Paulo – Sala de Espetáculos]

GRM Mídia e Anderson Bellini Image and Sound apresentam
ANDRE MATOS – MAESTRO DO ROCK estreia
Um filme de Anderson Bellini

Andre Matos, música
Anderson Bellini, direção e montagem
Thiago Rahal Mauro, produção
Renato Viliegas, fotografia
Arquivo Patrick Korb, apoio
Adriel Nunes, direção visual
André Finhana, animação
Eco Molterno, orientação e publicidade

Ingressos: R$30
Classificação indicativa: 12 anos

 

SINOPSE

O documentário “André Matos – Maestro do Rock” será lançado em 14 de setembro – dia em que o vocalista, compositor e instrumentista completaria 50 anos de idade –, e o Theatro Municipal de São Paulo será o palco dessa premiére. A série de documentários será composta por quatro filmes que serão lançados a cada três meses durante todo o ano do cinquentenário do cantor, que se encerra em 14 de setembro de 2022.

“A história do Andre é muito interessante e rica, e seria impossível contá-la em apenas duas horas”, afirma o diretor Anderson Bellini. A série documental vai retratar em detalhes toda a trajetória do maior vocalista do Metal nacional e abordar todos os momentos de sua carreira – até os mais polêmicos, como a separação do Angra e do Shaman, – dando voz a todos os envolvidos. O documentário vai ser dividido em quatro filmes e mostrará como Andre Matos viveu a vida em sua plenitude, aproveitou todos os momentos e oportunidades que surgiram e, sempre que precisou, se reinventou. Vai mostrar como ele era uma “estrela do rock” que nunca quis ser uma estrela – incluindo cenas raras dele em casa com a família – e não temia ter que recomeçar sua carreira do zero, pois nem mesmo o auge e o sucesso eram capazes de segurá-lo. Era isso que o diferenciava e o tornou admirado por uma legião de fãs no mundo inteiro.

O primeiro filme da série, que estreia aqui no Theatro Municipal na próxima terça-feira (14), às 19h, traz o interesse de Andre pela música desde a infância e fala da formação da sua primeira banda Viper, em 1985. Na época, os integrantes eram todos adolescentes e Andre, o mais novo, tinha apenas 14 anos – mas o primeiro álbum, “Soldiers of Sunrise”, foi um divisor de águas na história do metal nacional que, na época, estava apenas engatinhando. Só que logo após o lançamento do segundo álbum, “Theater of Fate”, – quando a banda estava no auge, fazendo sucesso internacionalmente –, Andre saiu do Viper para se dedicar exclusivamente aos estudos de música clássica – o que depois mudaria completamente o rumo da sua vida artística.