Calendário

Eventos

Programação, temporada 2022

Música Estranha Festival

Praça das Artes

19/03/2022 • 18H20/03/2022 • 16H

[Praça das Artes – vão e Sala de exposições]

Festival presencial e aberto ao público

 

O Música Estranha Festival chega à nona edição com uma curadoria totalmente voltada para a música exploratória brasileira e projetos de artes híbridas que englobam instalações site specific e performances, promovendo uma intersecção entre o campo das artes visuais, da música e das artes sonoras em projetos criados especialmente para o festival.

 

19 MAR – sábado

18h – “Silêncios”, performance de Dudu Tsuda e Marcus Bastos

“Silêncios” é uma intervenção urbana composta pela dupla Telemusik, formada pelo artista sonoro Dudu Tsuda e o artista visual e pesquisador Marcus Bastos, que discute a morte e a midiatização da mortalidade a partir de uma dupla leitura: de um lado o conceito de silêncio formulado pelo compositor norte-americano John Cage e de outro o termo cultural japonês Ma. Uma série de gongos será colocada na Praça das Artes para que o público toque. Esses gongos são filmados e transmitidos online numa cadeia de retransmissões via streaming, explorando os resultados dos atrasos e erros que surgem nesse processo.

Dudu Tsuda é artista multimídia, artista sonoro, músico, compositor, performer, produtor musical e professor do curso de pós-graduação em Música e Imagem da Faculdade Santa Marcelina.

Marcus Bastos é doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, onde é professor vinculado ao Departamento de Artes, desde 2003, e ao programa de pós-graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital, desde 2012.

 

19h – “Contraseña”, performance de Kiko Dinucci e Fernando Velázquez

Colaboração entre o compositor Kiko Dinucci e o artista visual Fernando Velázquez, que discute a cidade e seus códigos nem sempre decifráveis.

Kiko Dinucci é fundador dos grupos Metá Metá e Passo Torto. Colaborou como produtor, arranjador ou músico com nomes como Tom Zé, Criolo, Elza Soares e Jards Macalé. Seu trabalho mais recente é o disco Rastilho (2020) ganhador do Prêmio APCA de melhor álbum.

Fernando Velázquez é artista e curador. Mestre em “Moda, Arte e Cultura”, sua produção se desdobra em diversos meios, da pintura às novas mídias. Em sua pesquisa explora os dispositivos técnicos como agentes de mediação. Participou de inúmeras exposições e festivais no Brasil e no exterior e recebeu, entre outros, o Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia.

 

20h – Show imersivo: M Takara, Carla Boregas e Dimitri Lima (Sala de exposições)

Reflete as pesquisas dos três artistas sobre a fuga do espaço urbano, levando em conta a crise sanitária e ambiental e seus efeitos sobre a cadeia da produção artística. A ideia é criar uma peça inspirada nos percursos das águas subterrâneas canalizadas na região do Anhangabaú, seus momentos de transbordamento e alagamento, e o retorno caótico dessas águas para a natureza.

Maurício Takara toca bateria / percussão com as bandas Hurtmold, RAKTA e São Paulo Underground (com o trompetista Rob Mazurek de Chicago). Takara também é muito ativo na cena de improvisação e música experimental de São Paulo.

Carla Boregas é uma artista que trabalha com som explorando sintetizadores analógicos e digitais, baixo elétrico, gravação de campo e sons acústicos com ênfase em textura, repetição e sensorialidade.

Dimitri Lima é artista e programador. Utiliza tecnologia como ferramenta de expansão das possibilidades de expressão artística.

 

20 MAR – domingo

16h – Mbé

Nascido e criado na favela da Rocinha, Mbé (palavra yorubá que significa “existir”), é o nome que carrega o projeto solo de Luan Correia. Artista, pesquisador, produtor cultural/musical e engenheiro de som.

17h – God Pussy

God Pussy (Johnes Silva) é uma proposta de fazer BARULHO denunciando as desigualdades sociais, buscando confrontar a obsessão do homem sobre o homem.

18h – Rádio Diáspora

Bateria e Trompete, instrumentos seminais da tradição negra na música são as chaves da sonoridade do Rádio Diáspora, duo formado por Wagner Ramos na Bateria e eletrônicos e Romulo Alexis no Trompete, flautas, voz e efeitos.

19h – Saskia

Rapper e produtora de Porto Alegre, começou a chamar a atenção em 2016 com o funk Crush e com o single Falta de 2028. Em 2019 lançou o álbum “Pq”, pelo selo QTV, um disco que parte do hip hop eletrônico e se expande para diferentes gêneros de forma maximalista, em colaboração com artistas como Edgar e Leo Pianki.

20h – Badsista

Produtora musical e DJ, BADSISTA reforçou sua faceta de cantora e compositora com o lançamento de seu primeiro disco solo, Gueto Elegance. O trabalho surgiu como resultado orgânico e indireto das transformações pessoais e artísticas vividas por BADSISTA de 2019 até aqui. Além de seu trabalho solo, assinou produções musicais de artistas como: Linn da Quebrada, Mahmundi, Jaloo, Brisa Flow, Pitty e Elza Soares.

 

Ingressos gratuitos (entrada livre)
Classificação livre
Duração total  3h (dia 19/03) e 4h (dia 20/03)

Pensando, sempre, na proteção de nosso público, colaboradores e artistas, tendo em vista os cuidados quanto à transmissão da Covid-19, para assistir a este espetáculo é necessário seguir os protocolos de segurança estipulados em nosso Manual do Espectador (acesse aqui), que incluem a apresentação do comprovante de vacinação.

Programa sujeito a alteração.