Calendário

Eventos

Programação, temporada 2022

Encontros com Autores

Theatro Municipal

23/09/2022 • 18h06/10/2022 • 18h19/10/2022 • 18h04/11/2022 • 18h09/11/2022 • 18h

[ Theatro Municipal – Salão Nobre ]

Com o intuito de diversificar as linguagens apresentadas na casa e aproximar público e escritores contemporâneos para um debate informal sobre suas obras e os assuntos que os movem, o Theatro Municipal de São Paulo dá início à série  Encontros com Autores. O local dos encontros não poderia ser mais propício – o Salão Nobre do Theatro, espaço inicialmente concebido para a circulação de pessoas e ideias, e onde também são realizados, mensalmente, animados saraus literários. A atividade é aberta ao público de forma gratuita, por ordem de chegada.

Agenda de Encontros:

23/09, às 18h. Mesa: As lutas de Sueli Carneiro

Participantes: Sueli Carneiro e Marcos Marcionilo

Um dos nomes mais importantes da história da luta antirracista e do feminismo negro no Brasil, a filósofa, escritora e ativista Sueli Carneiro é a grande homenageada da 64ª edição do Prêmio Jabuti. Autora de livros como “Escritos de Uma Vida” e fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra, Sueli repassará momentos marcantes de sua trajetória e comentará assuntos urgentes de nosso tempo na conversa que terá com o editor Marcos Marcionilo, atual curador do Prêmio Jabuti.

06/10, às 18h. Mesa: Caminhos distópicos

Participantes: Ignácio de Loyola Brandão e Felipe Castilho.  Mediação de Luiz Trigo.

Frente o mundo caótico, têm feito grande sucesso junto ao público histórias distópicas de diferentes matizes. Autores de gerações distintas, Ignácio de Loyola Brandão, autor de “Zero” e “Não verás país nenhum”, e Felipe Castilho, autor de “A ordem vermelha” e “Serpentário”, são referências quando o assunto é distopia na literatura brasileira. Nesse encontro sobre os caminhos que levam a um futuro sombrio, Ignácio e Felipe conversam com mediação de Luiz Trigo, integrante do Conselho Curador da 64ª edição do Prêmio Jabuti.

19/10, às 18h. Mesa: Ouça minha voz, leia minha letra

Participantes: Amara Moira, Monique Malcher e Eliane Potiguara

Experimentação da linguagem, caminhos da criação literária e ativismo se misturarão nessa conversa entre nomes de destaque na literatura brasileira contemporânea. Doutora em teoria literária, Amara Moira é autora de “E se eu fosse puta” e do recente “Neca + 20 poemas travessos”. Monique Malcher venceu o Jabuti de 2021 na categoria Contos com “Flor de gume”. Eliane Potiguara, referência na arte produzida por indígenas, assina, entre outros, “A cura da terra”. Quem mediará o papo será a educadora social e mediadora de leitura Bel Santos Mayer, integrante do Conselho Curador da 64ª edição do Prêmio Jabuti.

04/11, às 18h. Mesa: A informação entre milícias e guerrilhas

Participantes: Bruno Paes Manso e Mário Magalhães

A informação é pilar fundamental de uma sociedade democrática. Os jornalistas Bruno Paes Manso e Mário Magalhães sabem muito bem disso. Trabalhos de fôlego, publicados em livros, já renderam aos dois troféus do Jabuti na categoria Biografia e Reportagem. Mário foi agraciado em 2013 graças a “Marighella – o guerrilheiro que incendiou o mundo”. Bruno, por sua vez, ficou com o prêmio em 2021 por conta de “A república das milícias: dos esquadrões da morte ao governo Bolsonaro”. A editora Camile Mendrot, integrante do Conselho Curador da 64ª edição do Prêmio Jabuti, mediará esse papo sobre o papel crucial do bom jornalismo.

09/11, às 18h. Mesa: Uma história de muitas vidas

Participantes: Drauzio Varella e Rodrigo Casarin

Drauzio Varella conquistou o respeito e a admiração do grande público ao compartilhar, numa linguagem acessível, todo o seu conhecimento sobre o universo da saúde. Mas Drauzio é bem mais do que um médico amplamente reconhecido pelo didatismo. Como escritor, venceu o Jabuti de Livro do Ano na categoria Não Ficção em 2000, com “Estação Carandiru”. Por meio dos livros, também já compartilhou a sua paixão pela corrida e agora repassa a própria trajetória no autobiográfico “O exercício da incerteza”. Drauzio papeará com o jornalista Rodrigo Casarin, integrante do Conselho Curador da 64ª edição do Prêmio Jabuti.

Classificação livre
Capacidade 200 lugares
Duração aproximadamente 90 minutos
Entrada livre e gratuita, por ordem de chegada até atingir a capacidade

Para assistir a este espetáculo recomendamos seguir os protocolos estipulados em nosso Manual do Espectador (acesse aqui).

Programa sujeito a alteração.