Fundação Theatro Municipal

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo é uma instituição de direito público responsável pela gestão de um complexo de equipamentos culturais, corpos artísticos e programas de formação em música e dança.

São de responsabilidade da Fundação o edifício histórico do Theatro Municipal de São Paulo e também a Praça das Artes, marco da arquitetura contemporânea brasileira na região central da cidade. A Fundação administra também as escolas municipais de música e dança – pioneiras no Brasil – e alguns dos mais importantes corpos artísticos do país, como a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, o Balé da Cidade de São Paulo, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, o Coro Lírico Municipal de São Paulo e o Coral Paulistano Mário de Andrade. A Fundação Theatro Municipal é também responsável pela Central Técnica do Theatro Municipal, no bairro do Pari, em São Paulo, onde são confeccionados e armazenados os figurinos e cenários das óperas.

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo foi instituída pela Lei 15.380 de 27 de maio de 2011 e regulamentada pelo decreto nº 53.225, de 19 de junho. O Estatuto traz um novo formato de administração: uma Fundação de Direito Público vinculada à Secretaria Municipal de Cultura, que tem em sua estrutura organizacional órgãos de direção e conselhos como o Deliberativo e o Fiscal.

Com a Fundação, o Theatro Municipal de São Paulo passou a ter autonomia em campos essenciais para o desenvolvimento de um projeto artístico de excelência, tais como administrativo, financeiro, patrimonial e artístico. A Organização Social Instituto Odeon foi contratada por seleção pública para gerir as atividades do Theatro.

Os recursos que compõem a receita da Fundação vêm do orçamento da Prefeitura de São Paulo, da venda de produtos e serviços educativos e culturais, cobrança de ingressos, convênios, doações, patrocínio, entre outras fontes.

O Conselho Deliberativo, presidido pelo Secretário Municipal de Cultura, é composto por membros natos, por membros indicados pelo Secretário Municipal de Cultura, bem como por membros eleitos, dentre eles destacam-se o representante dos servidores da Fundação e representante dos corpos artísticos.

O Conselho Fiscal, órgão responsável por fiscalizar a execução orçamentária da Fundação Theatro Municipal de São Paulo, dentre outras atividades específicas, é composto por membros titulares e suplentes, indicados pela Secretaria Municipal de Finanças, e membros eleitos dentre os servidores da Fundação.

 

Conselho Deliberativo

Diretor Geral
André Luiz Pompeia Sturm
Diretora de Gestão
Renata Araújo

Conselho Deliberativo:
Marcos Cartum
Jaruam Miguez Xavier
Antonio Carlos Cintra do Amaral
Michelle Rodrigues Gabriel
Diósnio Machado Neto
Thais Cisalpino de Oliveira
Alvarenga (suplente)
João Carlos Malatian

Conselho Fiscal:
Ahmed Sameer El KhatibDiogo de Tullio Vasconcello
Ricardo Mellão
Fabiane Rosa Yoshitake
Maurício Akihiro Maki
Norberto Antonio Batista
Emerson Onofre Pereira
Mariana Jerusa de Oliveira
Pacheco

TRANSPARÊNCIA

Relatório do Contrato de Gestão

Theatro Municipal

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Bilheteria 55 11 3053 2090

Praça das Artes

Avenida São João, 281
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Telefone 55 11 4571 0401
Patrocínio
Bradesco
Apoio
Haitong Qualicorp
Apoio
Intranet Espaço do Servidor
Gestão
Instituto Odeon
Realização
Fundação Theatro Municipal de São Paulo Prefeitura de São Paulo Ministério da Cultura