Eventos


Orquestra Experimental de Repertório

Um celeiro de profissionais de excelência

A Orquestra Experimental de Repertório (OER) foi criada em 1990 a partir de um projeto apresentado pelo maestro Jamil Maluf. Seu foco é na última etapa da profissionalização dos instrumentistas, que saem prontos para grandes orquestras e experiências internacionais.  

A OER tem como objetivos a formação de profissionais da mais alta qualidade, a difusão de um repertório abrangente, diversificado e capaz de mostrar o extenso alcance da arte sinfônica, além da formação de novas plateias. O nome Experimental foi escolhido em cima de três pilares: primeiro, por ser um estágio da formação, o músico está experimentando com o seu talento; depois, o repertório vai além do clássico europeu e apresenta músicas contemporâneas de diversas nacionalidades e, por último, a orquestra está sempre aberta ao acolhimento e fusão de novas técnicas e tecnologias.

Suas várias séries de concertos – criadas com o objetivo de aprofundar a abordagem dos temas –, com renomadas estrelas da música erudita e popular, bem como suas montagens de óperas e balés, compõem uma programação que, há vários anos, vem conquistando público e crítica: entre os vários prêmios recebidos está o Prêmio Carlos Gomes, na categoria destaque de música erudita.

O corpo da OER é formado por 100 músicos, sendo, desses, 83 instrumentistas designados como pré-profissionais e 17 profissionais – os chefes de naipe –, além do regente principal, Jamil Maluf, o assistente, Guilherme Rocha, e uma estrutura administrativa.

O Regente

Jamil Maluf

Natural de Piracicaba, o maestro Jamil Maluf graduou-se em Regência Orquestral pela Escola Superior de Música em Detmold – Alemanha, sob a orientação do Mto. Dr. Martin Stephani. Durante sua longa permanência na Europa, atuou como regente convidado de diversas orquestras e participou dos Seminários Internacionais para Regentes, em Trier – Alemanha, ao lado do maestro Sergiu Celibidache.

Ao regressar ao Brasil, em 1980, Maluf se tornou o diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal, do Theatro Municipal de São Paulo. Em 1990 criou a Orquestra Experimental de Repertório, a qual conduz com grande sucesso. Atuou ainda como regente titular da Orquestra Sinfônica do Paraná, no Teatro Guaíra, e também como Regente da Orquestra e Professor de Regência nos 12º e 34º Festivais de Inverno de Campos do Jordão, sendo frequentemente convidado a dirigir os principais conjuntos sinfônicos brasileiros da atualidade.

Por cinco vezes foi reconhecido com o prêmio de “Melhor Regente de Orquestra” pela APCA – Associação Paulista dos Críticos de Arte, e conquistou o “Prêmio Carlos Gomes e o “Prêmio Maestro Eleazar de Carvalho” na categoria Personalidade Musical do Ano. Como compositor de trilhas-sonoras para teatro, o maestro recebeu os prêmios APETESP, APCA e PANAMCO.

Em 2015, assumiu também o posto de regente titular e diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Piracicaba.

Os Músicos

Primeiros-Violinos

  • Cláudio Micheletti (Spalla)
  • Allan Olímpio
  • Caio Paiva dos Santos
  • Gabriel Curalov Silva
  • Gabriel Mira
  • Gabriel Sereda
  • Lucas Braga
  • Lucas Raulino
  • Maria Júlia Segura de Azevedo
  • Marina Dias
  • Matheus Fernandes
  • Nádia Fonseca
  • Natália Brito
  • Ramon Nascimento Silva
  • Syllas Hanan M.G.Santos
  • Wagner Filho

Violas

  • Estela Ortiz – Monitora
  • Anderson Vargas dos Santos
  • Andrezza Guimarães
  • Bruno Rocha
  • Baruque Mezaque Lucas
  • Daniel Lima
  • Felipe Galhardi Rodrigues
  • João Victor Fransozo
  • Kinda Salgado de Assis
  • Renan Ferraz Galvão

Contrabaixos

  • Alexandr Iurcik – Monitor
  • Alefe Bebiano Alves
  • Dante Tramontin
  • Gabriel Macieski Cortes
  • Gustavo Molina
  • Jhonatas Gutierres
  • Talita Guedes de Azevedo
  • Victor Franzotti

Violoncelos

  • Júlio Cerezo Ortiz – Monitor
  • Davi Marconi
  • Giovanni Ribeiro Vaz da Costa
  • Israel Marinho
  • José Carlos Mendonza Oropeza
  • Karen Hapuque
  • Matheus Cavalari dos Santos
  • Caio Catão De Albuquerque
  • Renato Ferreira
  • Richard Gonçalves

Flautas

  • Paula Manso – Monitora
  • Bárbara Souza Garcia de Campos
  • Juliane Machado
  • Larissa Cunha

Segundos-Violinos

  • Willian Gizzi – Monitor
  • Abner Ferreira de Souza
  • Ana Laura Dominicci
  • Bárbara Andrade
  • Camila Flor
  • David Monteiro
  • Daniella Barbosa
  • Diana Leal Alves
  • Edivonei Gonçalves dos Santos Júnior
  • Gabriel Pereira Vieira
  • Gianluca Oliveira Souza
  • Lucas Raulino
  • Matheus Silva Pereira
  • Michael Machado Pedro
  • Rafaela Pires
  • Thalita Chaves
  • Vitoria Lopes Martinez Canário

Oboés

  • Gutierre Machado – Monitor
  • Marcelo Vilarta
  • Melissa Viani dos Anjos
  • Renato Vieira Filho

Clarinetes

  • Alexandre F. Travassos – Monitor
  • Danilo Aguiar de Paula
  • Danilo Oliveira
  • Laís Francischinelli

Fagotes

  • José Eduardo Flores – Monitor
  • Igor Caetano dos Anjos Santos
  • Rodrigo Rodrigues
  • Sérgia Rosely Fernandes Barbosa

Trompas

  • Weslei Lima – Monitor
  • Alysson Vinicyos Alves
  • Isabelle Menegasse Silva
  • Matheus Silva de Souza
  • Pedro Neto
  • Douglas Donizeti De Souza Ferreira

Trompetes

  • Luciano Melo – Monitor
  • Erick Domingues Silva
  • Jonas Ricarte dos Santos
  • Rafael Dias

Trombones

  • João Paulo Moreira – Monitor
  • Francis Bueno
  • Igor Bueno da Silva
  • Jonathan Ventura
  • Leo Ernest Garcias Leite

Tuba

  • Sérgio Teixeira – Monitor

Percussão

  • Richard Fraser – Monitor
  • Jefferson Silva Barbosa
  • Renato Raul dos Santos
  • Gabriel dos Santos Moraes
  • Guilherme Araujo Florentino

Harpa

  • Suelem Sampaio – Monitora

Piano

  • Lucas Gonçalves – Monitor

A Equipe

Regente Titular
Jamil Maluf

Regente Assistente
Guilherme Rocha

Coordenadora Artística
Angela De Santi

Inspetor
Pedro Pernambuco

Produtor de Palco
Renato Lotierzo

Montadores
José Neves
Paulo César Codato

Audições

A OER realiza testes para compor lista de suplência, todo ano em duas fases:

Abril testes para violino, contrabaixo, flauta,clarinete e fagote e agosto testes para viola, violoncelo, oboé, trompa, trompete, trombone e percussão

As  listas de suplência resultantes dos testes têm validade de 1 ano.

Os ensaios da OER acontecem de 3ªs. 5ªs e 6ªs das 17h30 às 20h30 no 1º andar da Praça das Artes.