Orquestra Experimental de Repertório apresenta concerto dedicado a César Franck e estreia nova série

A Orquestra Experimental de Repertório (OER), sob a regência do maestro Thiago Tavares, apresenta um concerto dedicado à obra do compositor César Franck no domingo (17), às 12h, no Theatro Municipal de São Paulo. Com esta apresentação, os músicos estreiam a série Orquestrando Os Grandes Mestres que ao longo do ano irá homenagear Liszt, Chopin, Bach, entre outros.

Franck é considerado um dos principais compositores franceses da segunda metade do século 19. Abrindo o programa, a Orquestra Experimental executará Sonata para Violino e Piano que foi escrita inicialmente para dois instrumentos, no entanto será apresentada em sua versão para violino e orquestra realizada pelo próprio maestro titular da OER, Jamil Maluf, usando os 102 músicos. O violinista Claudio Micheletti, spalla da OER, será solista nesta peça.

Ainda neste programa, os músicos executarão a grande obra de Franck, a Sinfonia em Ré menor, composta no século 19 na França em um momento em que a música orquestral francesa não era muito apreciada. “Ainda que existissem grandes obras sinfônicas como a Sinfonia Fantástica, de Hector Berlioz, e a Sinfonia nº 3, de Camille Saint-Saëns, não foi nesse grupo que a obra de Franck se inseriu. Com uma sonoridade alemã, buscando elementos de Richard Wagner e Franz Liszt, a sinfonia foge do nacionalismo francês – temática imprescindível para os franceses em um momento de guerra com a Alemanha (Guerra Franco-Prussiana) –; essa referência à estética alemã não foi vista com bons olhos pelos críticos da época”, explica o maestro Thiago Tavares.

O reconhecimento da obra veio tardio e particularmente após a morte do compositor. Inserido num momento de virada do romantismo para o pós-romantismo, as composições acompanharam as rápidas mudanças pelas quais passavam a Europa e contribuíram para uma espécie de “renascimento” da música instrumental na França.

Série Orquestrando os Grandes Mestres

Ao longo de 2019, a Orquestra Experimental de Repertório apresentará importantes obras que originalmente foram escritas para um determinado instrumento, como por exemplo piano, e depois foram recriadas por orquestradores que transformaram a peça em obra para orquestra sinfônica. “Vamos pegar o exemplo da obra ‘Quadros de uma Exposição’, do Mussorgsky, escrita para piano solo, e que depois foi orquestrada por Maurice Ravel, orquestração essa que acabou se tornando até mais famosa e popular que a versão original”, explica o maestro Jamil Maluf, idealizador da série.

Serviço:

ORQUESTRANDO OS GRANDES MESTRES

Orquestra Experimental de Repertório

Thiago Tavares – regente assistente da OER

Claudio Micheletti – violino

César Franck: Sonata para Violino e Piano

(Versão para Violino e Orquestra de Jamil Maluf – 2009)

César Franck: Sinfonia em Ré menor

 

Duração aproximada: 60 minutos

Indicação etária: livre

Ingressos: R$ 20,00 / R$15,00 / R$10,00

*Ingressos na bilheteria do Theatro Municipal de São Paulo ou pelo site eventim.com.br.

Horário da Bilheteria do Theatro Municipal: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e sábados e domingos, das 10h às 17h.

Mais informações:

Orquestra Experimental de Repertório

A Orquestra Experimental de Repertório (OER) foi criada em 1990 a partir de um projeto do Maestro Jamil Maluf, e oficializada pela Lei 11.227, de 1992. A OER tem por objetivos a formação de profissionais de orquestra da mais alta qualidade, a difusão de um repertório abrangente e diversificado, que mostre o extenso alcance da arte sinfônica, bem como a formação de plateias. Suas várias séries de concertos com renomadas estrelas da música erudita e popular, bem como suas montagens de óperas, balés e gravações para TV, compõem uma programação que, há vários anos, vem conquistando público e crítica. Entre os vários prêmios que recebeu está o Prêmio Carlos Gomes, como destaque de música erudita.

De 2014 a 2016, a OER foi dirigida pelo Maestro Carlos Moreno, e voltou a ter o Maestro Jamil Maluf como seu Regente Titular a partir de 2017, com o Maestro Thiago Tavares como Regente Associado.

Jamil Maluf

Regente titular da Orquestra Experimental de Repertório

Jamil Maluf graduou-se em regência orquestral pela Escola Superior de Música, em Detmoldi, na Alemanha. Durante sua permanência na Europa, atuou como regente convidado de diversas orquestras e participou dos Seminários Internacionais para Regentes, em Trier, com o Maestro Sergiu Celibidache. Foi diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal e, em 1990, criou a Orquestra Experimental de Repertório, a qual conduz com grande sucesso. Por cinco vezes foi distinguido com o prêmio de Melhor Regente de Orquestra pela APCA. Recebeu, também, o Prêmio Carlos Gomes de Melhor Regente de Ópera e o Prêmio Maestro Eleazar de Carvalho de Personalidade Musical do Ano, concedido pelo Governo do Estado de São Paulo, entre outros prêmios. De 1987 a 1992, apresentou o programa de música clássica Primeiro Movimento na TV Cultura. De 2005 a 2009, foi diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo. Em 2015, assumiu também o posto de regente titular e diretor artístico da Orquestra Sinfônica de Piracicaba.

Thiago Tavares

Regente assistente da Orquestra Experimental de Repertório

 Bacharel em regência pela USP, estudou com os maestros Marco Antonio da Silva Ramos e Aylton Escobar, e com o violonista Edelton Gloeden. Seus principais orientadores são os maestros Jamil Maluf – regente titular da OER –, Ligia Amadio, Alberto Roque Santana e Jonathan Brett. Estudou violão com João Luiz (Brazil Guitar Duo) e é formado em violão erudito pelo Conservatório Arte Musical de Osasco – onde foi também professor. Participou de cursos na Rússia, Espanha e Argentina. Foi maestro assistente da OER entre 2011 e 2014, reassumiu a função em 2017. Entre os diversos concertos sinfônicos, cênicos e didáticos que realizou com a OER destaca-se sua estreia no gênero operístico com The Rake’s Progress, de Igor Stravinsky, alternando com Jamil Maluf, em 2013. Em 2015 e 2017, assina a direção musical do Projeto Ópera na Escola da Tulipa Produções Artísticas. Regente titular de diversos coros, atua como maestro convidado em orquestras nacionais e internacionais. Participou das temporadas de 2015, 2016, 2017 e 2018 da Orquestra Sinfônica de Piracicaba e da temporada de 2017 da Orquestra Filarmônica de Montevideo.

Theatro Municipal

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
CEP 01037-010
Ver no Mapa
Bilheteria 55 11 3053 2090
Horário de atendimento Segunda a sexta, 10h às 19h
Sábado e domingo, 10h às 17h

Praça das Artes

Avenida São João, 281
Sé - São Paulo, SP
CEP 01035-000
Ver no Mapa
Telefone 55 11 4571 0401
Horário de atendimento 7h às 19h
Patrocínio
Bradesco CBMM
Apoio
Qualicorp
Apoio Cultural
Clube do Assinante Flip Intranet Espaço do Servidor Senac
Gestão
Instituto Odeon
Realização
Fundação Theatro Municipal de São Paulo Prefeitura de São Paulo Ministério da Cultura

Para mais informações sobre patrocínio e parceria contate (11) 3053-2068.

Instituto Odeon

Matriz MG

Rua dos Inconfidentes, 867 - 2º andar
Savassi - Belo Horizonte, MG
CEP 30140-128
CNPJ 02.612.590/0001-39

Filial SP

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
CEP 01037-010
CNPJ 02.612.590/0004-81