Grandes Sinfonias: Orquestra Experimental de Repertório interpreta obras de Dvorak e Nielsen

Com o jovem violinista William Hagen como convidado e regência de Jamil Maluf, espetáculo ocorre dia 23, no Theatro Municipal


A Orquestra Experimental de Repertório (OER) realiza, em 23 de setembro, o sétimo concerto da série
Grandes Sinfonias. Depois de executar obras de Wagner, Mahler, Tchaikovsky e Villa-Lobos, entre outros,  neste mês, a OER sobe ao palco do Theatro Municipal de São Paulo, instituição da Secretaria Municipal de Cultura, para apresentar o Concerto para violino em lá menor op. 53, de Antonin Dvorak, com a participação do violinista William Hagen, e Sinfonia nº1 op. 7, de Carl Nielsen.

“O Concerto para violino em lá menor op. 53, de Dvorák, se insere na lista das grandes obras para esse instrumento solista. É uma obra que exige um solista virtuose, para que ela se realize em toda plenitude. E nós estamos trazendo um dos maiores nomes da nova geração de violinistas: o americano William Hagen.”, conta Jamil Maluf, maestro titular da OER e regente do concerto. Hagen começou a tocar violino aos quatro anos de idade, estreou nos palcos aos nove, com a Sinfônica de Utah e, desde 2016, estuda na Kronberg Academy, na Alemanha.

Já Carl Nielsen, segundo Maluf, foi escolhido por se tratar de um dos grandes compositores de sinfonias da história. “Ele permaneceu muito tempo à sombra, até que Leonard Bernstein trouxe sua obra para as grandes salas de concerto do mundo, e se pode perceber a profundidade do talento desse compositor dinamarquês. Escolhi a Sinfonia nº1 op. 7 por se tratar de uma obra de grande beleza e sólida construção musical.”, explica.

 

Programa:

Grandes Sinfonias VII – Dvorak e Nilsen
Orquestra Experimental de Repertório

Concerto para violino em lá menor op. 53 | A. Dvorak
Sinfonia nº1 op.7 | C. Nielsen

Jamil Maluf – regente
Convidado:
William Hagen – violino

Local: Theatro Municipal de São Paulo
Data: Domingo, 23/9, 12h.
Duração: aprox. 60 min.

Classificação indicativa: livre (recomendado para maiores de 7 anos)
Ingressos:  R$ 20 / R$ 15 / R$ 10

 

Theatro Municipal de São Paulo
Praça Ramos de Azevedo, s/nº – São Paulo, SP

Horário da bilheteria: De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, sábados e domingos, das 10h às 17h. Nos espetáculos à noite, a bilheteria permanece aberta até o início do evento; em dias de espetáculos pela manhã, o espaço abre ao público duas horas antes do início da apresentação. Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Theatro Municipal de São Paulo.

Orquestra Experimental de Repertório
A Orquestra Experimental de Repertório (OER) foi criada em 1990 a partir de um projeto do Maestro Jamil Maluf, e oficializada pela Lei 11.227, de 1992.
A OER tem por objetivos a formação de profissionais de orquestra da mais alta qualidade, a difusão de um repertório abrangente e diversificado, que mostre o extenso alcance da arte sinfônica, bem como a formação de plateias. Suas várias séries de concertos com renomadas estrelas da música erudita e popular, bem como suas montagens de óperas, balés e gravações para TV, compõem uma programação que, há vários anos, vem conquistando público e crítica. Entre os vários prêmios que recebeu está o Prêmio Carlos Gomes, como destaque de música erudita.

De 2014 a 2016, a OER foi dirigida pelo Maestro Carlos Moreno, e voltou a ter o Maestro Jamil Maluf como seu Regente Titular a partir de 2017, com o Maestro Thiago Tavares como Regente Associado.

Jamil Maluf, maestro titular da Orquestra Experimental de Repertório
Graduou-se em regência orquestral na Escola Superior de Música de Detmold, Alemanha. Em 1980, ao retornar ao Brasil, tornou-se regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal, do Theatro Municipal de São Paulo. Em 1990, criou a Orquestra Experimental de Repertório. Em 2000, foi nomeado regente titular da Orquestra Sinfônica do Paraná, tendo sido por duas vezes regente da Orquestra do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Recebeu cinco vezes o prêmio APCA de Melhor Regente de Orquestra, além do Carlos Gomes de Melhor Regente de Ópera e o Maestro Eleazar de Carvalho de Personalidade Musical do Ano. O maestro apresentou, por cinco anos, o programa Primeiro Movimento, na TV Cultura, e foi, de 2005 a 2009, diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo.

William Hagen, violinista convidado
Nasceu em Salt Lake City, Utah (EUA), em 1992, e começou a tocar violino aos quatro anos de idade. Aos dez, entrou na Colburn Community School of Performing Arts, em Los Angeles para estudar com Robert Lipsett. Desde a sua estreia aos nove anos com a Orquestra Sinfônica de Utah, William Hagen tocou com orquestras como St. Louis Symphony, Orquestra Filarmônica Real de Liège, Filarmônica de Bruxelas, Orquestra Nacional da Bélgica, e  Filarmônica de Aspen e deu recitais em Tóquio, Bruxelas e Los Angeles, bem como no Festival de Colmar, na França. Foi premiado nos concursos Queen Elisabeth Violin Competition de 2015 e Fritz Kreisler 2014, em Viena. Desde 2016, estuda na Kronberg Academy, com Christian Tetzlaff. Ele toca um violino Andrea Guarneri construído em Cremona em 1675.

 

Theatro Municipal

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
CEP 01037-010
Ver no Mapa
Bilheteria 55 11 3053 2090
Horário de atendimento Segunda a sexta, 10h às 19h
Sábado e domingo, 10h às 17h

Praça das Artes

Avenida São João, 281
Sé - São Paulo, SP
CEP 01035-000
Ver no Mapa
Telefone 55 11 4571 0401
Horário de atendimento 7h às 19h
Patrocínio Séries Óperas Domingo
Bradesco
Patrocínio Séries Óperas Sábado
Santander
Apoio
Arteris
Apoio Cultural
Clube do Assinante Flip Intranet Espaço do Servidor Senac
Gestão
Instituto Odeon
Realização
Prefeitura de São Paulo Fundação Theatro Municipal de São Paulo Ministério da Cultura

Para mais informações sobre patrocínio e parceria contate (11) 3053-2083.

Instituto Odeon

Matriz MG

Rua dos Inconfidentes, 867 - 2º andar
Savassi - Belo Horizonte, MG
CEP 30140-128
CNPJ 02.612.590/0001-39

Filial SP

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
CEP 01037-010
CNPJ 02.612.590/0004-81