ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS SE APRESENTA NO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Em novembro, a Orquestra Juvenil Heliópolis do Instituto Baccarelli sobe ao palco do Theatro Municipal de São Paulo pela primeira vez, com o solista convidado Gabriel Marin.

No dia 5 de novembro, domingo, a Orquestra Juvenil Heliópolis, do Instituto Baccarelli, subirá ao palco do Theatro Municipal de São Paulo pela primeira vez, ao lado do violista Gabriel Marin, que também é professor do Instituto. A partir das 12h, os músicos da Orquestra se apresentarão sob regência de Edilson Ventureli.

O solista Gabriel Marin apresentará o Concerto Para Viola. O compositor inglês William Walton tinha apenas 26 anos quando recebeu do maestro Thomas Beecham a sugestão de escrever um concerto para viola e orquestra – e não pensou duas vezes antes de aceitar a tarefa. Para alguém que estava ainda começando sua trajetória, afinal, a proposta era das mais atraentes, abrindo em definitivo as portas para a possibilidade de uma carreira importante. A obra, estreada em 1929 por Paul Hindemith, é considerada um dos mais brilhantes concertos da modernidade.

Felix Mendelssohn-Bartholdy também estava na casa dos 20 anos quando começou a trabalhar na sua Sinfonia nº 4 em Lá Maior, Op.90 – Italiana, que será apresentada em seguida no concerto de domingo. Durante uma viagem pela Itália, a paisagem do país o facinou de tal maneira que acabou por inspirá-lo a compor uma nova sinfonia. “A Itália me parece ser o que sempre imaginei: a alegria suprema de vida. Estou amando o país. O dia de hoje foi tão rico que, agora, de noite, preciso me recolher e escrever a vocês, queridos pais, para agradecer por terem me proporcionado tamanha felicidade”, escreveu ele no dia em que chegou a Veneza. A obra ficou pronta em 1832, sendo estreada no mesmo ano em Londres. Foi um grande sucesso, e Mendelssohn a definiria então como “a mais alegre peça que já escrevi… meu trabalho mais maduro”.

“Tenho certeza que será muito divertido e prazeroso tocar o Concerto de Walton ao lado da Orquestra Juvenil Heliópolis. É um concerto importante, um dos maiores da literatura para viola e orquestra: um grande e gratificante desafio para o solista e para os integrantes da Orquestra. Fico muito feliz em fazer música de tão alto nível junto aos nossos alunos”, destaca Gabriel Marin, como solista e professor do Instituto Baccarelli.

Com duração de uma hora, o concerto começa às 12h. Você pode adquirir os ingressos através do site www.compreingressos.com, por R$10 a inteira e R$ 5 a meia entrada.

 

ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS NO THEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Datas: 05 de novembro

Horário: 12h

Vendas pela Compre Ingressos: R$ 10 inteira e R$ 5 meia (vendas pelo  https://compreingressos.com/espetaculos/9603-orquestra-juvenil-heliopolis

Classificação etária: livre

 

ORQUESTRA JUVENIL HELIÓPOLIS

Formada por 60 instrumentistas, cujas idades variam de 14 a 25 anos, a Orquestra Juvenil Heliópolis (OJH) alia a jovialidade de seus músicos com amaturidade e o conhecimento adquirido de seus professores e regente titular, Edilson Ventureli. Criada em 2009 e mantida pelo Instituto Baccarelli, a Orquestra está comprometida em promover a democratização do acesso à música de concerto – missão que já levou o grupo a importantes palcos, como Sala São Paulo, Theatro São Pedro, Centro Cultural São Paulo e MASP Auditório, entre outros. O grupo também representou o Instituto emeventos notáveis, como os programas Criança Esperança (2011) e a III Conferência Global Sobre o Trabalho Infantil, realizada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Brasília.

 

SOBRE O INSTITUTO BACCARELLI

Em 1996, sensibilizado por um incêndio de grandes proporções em Heliópolis, o maestro Silvio Baccarelli prontificou-se a ensinar música para 36 crianças e jovens da comunidade, como forma de diminuir o sofrimento das famílias atingidas e contribuir para a autoestima e possibilidade de educação desses menores. Como o bairro da zona sul paulistana não dispunha de local apropriado para as atividades, o maestro cedeu o próprio imóvel, o Auditório Baccarelli (localizado na Vila Clementino), para dar início às aulas. Dos participantes desse estágio inicial, dois ex-integrantes do coral que o maestro regeu por várias décadas em São Paulo permaneceram à frente do Instituto: os irmãos Edilson e Edmilson Venturelli. Além da gestão executiva e da imagem institucional, eles foram os responsáveis pelo desenvolvimento das diferentes atividades da entidade, e por ampliar significativamente a dimensão da instituição de ensino.

Organização sem fins lucrativos voltada para ensino musical com intuito de promover formação artística e inserção social, o Instituto Baccarelli atende anualmente mais de 1.000 crianças e jovens por meio de programas socioculturais, cuja premissa é a excelência pedagógica, contribuindo dessa forma para o desenvolvimento pessoal e para a criação de oportunidades de profissionalização no campo da música erudita.

Hoje com sede própria na comunidade de Heliópolis, o Instituto dispõe de ampla estrutura, distribuída em dois prédios, onde ocorrem práticas de conjunto em 5 orquestras, 14 corais, 20 grupos de musicalização infantil52 classes coletivas de instrumentos, 20 grupos de câmara, além de aulas em grupo e individuais sob a responsabilidade de 78 profissionais de música.

O Instituto conta com a direção artística do maestro Isaac Karabtchevsky e com o patronato do regente indiano Zubin Mehta, que visitou a instituição em 2005 e se encantou com o poder da música enquanto ferramenta de transformação social.

A Instituição constrói dia a dia uma história de conquistas, fruto de um amplo trabalho educacional, que transcende a profissionalização musical, suscitando autodisciplinarespeitocriatividadeconvivência e senso colaborativo em grupo – essenciais tanto para as relações intersubjetivas quanto para a consolidação da noção de cidadania.

Para a manutenção de suas atividades, o Instituto Baccarelli conta com os seguintes patrocinadores, distribuídos por categorias. Ouro: Vivo e Volkswagen; Prata: Cielo, Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre e Banco Volkswagen; Bronze: Pernambucanas, BTG Pactual, Bradesco e Instituto Votorantim.

Theatro Municipal

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Bilheteria 55 11 3053 2090

Praça das Artes

Avenida São João, 281
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Telefone 55 11 4571 0401
Patrocínio
Bradesco
Apoio
Haitong Qualicorp
Apoio
Intranet Espaço do Servidor
Gestão
Instituto Odeon
Realização
Fundação Theatro Municipal de São Paulo Prefeitura de São Paulo Ministério da Cultura