Concerto Sinfônico no feriado de Tiradentes e Recital “Chão de Estrelas” são os destaques da semana no Theatro Municipal

Grandes músicos convidados se apresentam durante as séries Happy Hour no Municipal e Quartas Musicais; Ingressos variam de R$ 5 a R$ 20

A programação do Theatro Municipal de São Paulo segue a todo vapor, com concerto em pleno feriado de Tiradentes. Pela primeira vez sob a regência do maestro convidado Marcos Arakaki, a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo executa um programa que mescla peças de compositor brasileiro, suítes barrocas e uma versão orquestral de um famoso balé. As apresentações são realizadas nos dias 21 e 22.04, sendo na sexta às 20h e no sábado às 16h30, com o pianista Amaral Vieira como solista. Os ingressos variam de R$35 a R$100, com direito a meia-entrada.

“Abertura nº 1”, de Osvaldo Lacerda, abre o concerto. Logo em seguida, uma das peças mais exigidas tecnicamente para piano solo: “Fantasia Wanderer”, de Franz Schubert. Para encerrar, duas obras do francês Maurice Ravel. A primeira é “Le Tombeau de Couperin”. “É uma homenagem de Ravel ao compositor barroco francês François Couperin. Faz parte da corrente do neoclassicismo. No século 20, era comum o resgate de peças de compositores renascentistas e barrocos. Essa foi escrita em meados da década de 20 e é um exemplo clássico”.

“Le tombeau de Couperin” significa “A Tumba de Couperin”. Escrita no período da Primeira Guerra Mundial, cada movimento da obra é dedicado a um amigo ou familiar de Ravel que morreu lutando. Outra curiosidade é a exigência técnica para os músicos que tocam oboé nesta obra, tanto que a composição é utilizada em confrontos de oboístas durante concursos.

Por fim, a OSM apresenta uma das obras mais famosas de Ravel, “Daphnes et Chloe, Suite nº 2”. A peça é um balé encomendado no início do século 20 para o Balé Russo apresentar durante a sua temporada em Paris. Ravel demorou cerca de três anos para concluir e a partitura foi considerada difícil de ser dançada pelos bailarinos.

Para a execução sem uma companhia de dança, o compositor criou uma suíte orquestral, sendo a número 2 a mais popular nos concertos. “Tem um solo famosíssimo de flautas, demanda um virtuosismo. Apenas uma orquestra de alto padrão consegue tocar”, explica Marcos Arakaki.

Meu Primeiro Municipal

Ainda no final de semana, cerca de 40 alunos da Escola de Dança de São Paulo, equipamento da Fundação Theatro Municipal de São Paulo, apresentam trechos dos grandes balés: “O Quebra-Nozes”, “O Lago dos Cisnes”, “Coppélia”, além de criações contemporâneas dos próprios professores da instituição. O espetáculo faz parte da série “Meu Primeiro Municipal” e será realizado no sábado (22), ao meio-dia. Os ingressos custam R$ 6, com direito a meia-entrada.

“Meu Primeiro Municipal” é um programa voltado para o publico infanto-juvenil. A série conta com apresentações de cantores do Opera Studio, que integra a Escola de Música do Theatro Municipal; e apresentações com alunos da Escola de Dança de São Paulo. O programa ainda prevê concertos com a Orquestra Experimental de Repertório – OER.

Na semana

Todas as segundas e terças, sempre às 18h, o Theatro recebe a série “Happy Hour no Municipal”, quando grandes músicos convidados se apresentam na sala de espetáculos. Os ingressos custam R$ 10.

Na segunda-feira (24.04), às 18h, é a vez da Camerata de Violões da Escola Municipal de Música de São Paulo, equipamento da Fundação Theatro Municipal de São Paulo. O grupo foi criado em 2015 para oferecer aos alunos de violão a possibilidade da prática de conjunto e um rico repertório artístico e pedagógico. No programa estão obras de Johann Sebastian Bach, Geraldo Ribeiro, Paulo Porto Alegre, Daniel Murray, entre outros.

Já na terça-feira (25.04), às 18h, é a vez do conjunto da Oficina de Música Antiga, Escola Municipal de Música de São Paulo, subir ao palco do Municipal. O grupo interpretará composições dos séculos XVII e XVIII.

Na sequência é a vez das “Quartas Musicais”, com apresentações todas as quartas-feiras, sempre às 20h, na sala de espetáculos. Os ingressos custam R$ 20. O programa apresenta no dia 26.04 o recital “Chão de Estrelas”, com o tenor Giovanni Tristacci e o pianista Marcus Medeiros. No programa, composições conhecidas do grande público, como “As rosas não falam”, de Cartola; “Chão de estrelas”, de Orestes Barbosa e Sílvio Caldas; e “A noite do meu bem”, de Dolores Duran.

Giovanni Tristacci é apontado como um dos grandes nomes da nova geração da lírica nacional. Dentre seus trabalhos, destacam-se: Romeo, em Romeo e Julieta (Gounod), Palácio das Artes de Belo Horizonte, 2016; Ernesto, em Don Pasquale (Donizetti), Theatro São Pedro de Porto Alegre, 2016, Don Gerome, em as Bodas no Monastério (Prokofiev), Teatro São Pedro, 2015, entre outros. Além disso, o tenor já se apresentou nos teatros europeus: Palais de Beaux Arts, Bruxelas; Liceo (Barcelona), Flagey (Bruxelas).

Marcus Medeiros também já se apresentou em várias cidades brasileiras e no exterior, com destaque para a estreia mundial, juntamente com Evandro Higa e a Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande, da Brasiliana n. 12. O pianista também participou de concertos em homenagens a compositores, como Helza Camêu, Eunice Katunda e Lorenzo Fernandez. No campo da pesquisa, publicou o livro “Ensino Superior em Música: um retrato do habitus conservatorial em documentos curriculares”.

 

Serviço:

Concertos Sinfônicos

> Sexta (21.04), às 20h

> Sábado (22.04), às 16h30

Concerto Sinfônico

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo – OSM

Marcos Arakaki, regência OSM

Amaral Vieira, piano

 

Programa:

Osvaldo Lacerda – Abertura nº 1
Franz Schubert/Franz Liszt – Fantasia Wanderer, em Dó Maior, Op. 15
Maurice Ravel – Le Tombeau de Couperin
Maurice Ravel – Daphnes et Chloe, Suite nº 2
Ingressos:
Setor 1: R$100
Setor 2: R$80
Setor 3: R$ 35
(meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes).
Na bilheteria ou pelo www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração:  aproximadamente 80 min.

 

Meu Primeiro Municipal

> Sábado (22.04), 12h

Mostra de Dança

Escola de Dança de São Paulo

Ingressos: R$ 6 (meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes).
Na bilheteria ou pelo http://www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração: aproximadamente 60 min.
Programa:
CONCERTO Nº3 – 1º Movimento
Excerto da obra Concerto nº 3 (2016)
Criação: José Ricardo Tomaselli
Música: Concerto Nº 3 em ré menor para dois violinos BWV 1043
Compositor: J. S. Bach
Figurino: Fábio Namatame
DANÇA DOS MIRLITONS
Excerto da obra Quebra-Nozes (1892)
Coreografia: Marius Petipa
Montagem do excerto: Thais Assis
Música: Piotr Ilitch Tchaikovsky
BALADA DO TRIGO
Excerto da obra Coppélia (1870)
Coreografia: Arthur Saint Léon
Montagem do excerto: Thais Assis
Música: Léo Delibes
MERGULHO
Excerto da obra Copo de Mar (2015)
Criação: Samuel Kavalerski
Música: “I have never loved someone” 
Composição: Shara Worden 
Elenco Corpo Jovem
Intervalo 10’
ABERTURA E VALSA
Excerto da obra O Lago dos Cisnes (1895)
Coreografia: Marius Petipa / Lev Ivanov
Montagem do excerto: Thais Assis
Música: Piotr Ilitch Tchaikovsky
DANÇA IMAGINÁRIA (2016)
Criação: Samuel Kavalerski
Música: “Motion”
Compositor: Nico Muhly
Elenco Corpo Jovem

 

Happy Hour no Municipal

> Segunda-Feira (24.04), às 18h

 

Camerata dos Violões

Theatro Municipal de São Paulo

 

Programa:
Johanns Sebastian Bach – Quatro Corais adaptados para conjunto de violões
Geraldo Ribeiro – Segunda Canção de Dezembro
Johann Sebastian Bach – Quatro Corais adaptados para conjunto de violões (mesmo nome da primeira peça desse programa)
Eberhard Werdin – Quatro Miniaturas: Prelúdio, Serenata, Ballet e Burleske
Paulo Porto Alegre – Estudo Minimalista n°2
Daniel Murray – Transformações
John Duarte – Suite Going Dutch: Windmill, Carrillon, Pastorale, March e Dutch Dance
Ingressos: R$10 (meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes).
Na bilheteria ou pelo http://www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração: aproximadamente 60 minutos


Happy Hour no Municipal

> Terça-Feira (25.04), às 18h

Conjunto da Oficina de Música Antiga
Profs. Marília Vargas, Juliano Buosi e Fernando Cordella, coordenação

 

Programa:
Parte I – Humano
Claudio Monteverdi
celebração dos 450 anos de nascimento
Ardo e scoprir

Bel pastor

Biaggio Marini

Passacaglio

Chiome d’oro

Ed è pur dunque vero


Parte II – Divino

Johanns  Sebastian Bach
Ária – Schaffe können sicher weiden sicher weiden (da cantata Was mir behagt, ist nur muntre Jagd BWV 208).

Ária – Ich will an dem Himmel denken (da cantata Wo gehest du hinBWV 166)

GEORG FRIEDRICH HANDEL

Ária – Süsser Blume, ambraflocken (da coleção Deutsche Arien)

JOHHAN ROSENMÜLLER (1619-1684)

Sonata Settima à 4 (Sonatae Stromenti d’Arco & Altri)

MARC-ANTOINE CHARPENTIER 

Pulcra es

ANDRÉ CAMPRA (1660-1744)

Ubi es

MARC-ANTOINE CHARPENTIER 

Le Reniement de Saint Pierre

Ingressos: R$10 (meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes).
Na bilheteria ou pelo www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração: aproximadamente 60 min.

 

Quartas Musicais

> Quarta (26.04), às 20h

Giovanni Tristacci, tenor

Marcus Medeiros, pianista

 

Programa:
As Rosas Não Falam

Tradução de Silvia Berg

Original: Cartola

Chão de Estrelas

Tradução de Achille Picchi

Original de Orestes Barbosa e Sílvio Caldas

A Noite do Meu Bem

Tradução de Dimitri Cervo

Original: Dolores Duran

Naquela Mesa

Tradução de Ricardo Tacuchian

Original de Sérgio Bittencourt

 Risque

Tradução de André Mehmari

Original de Ary Barroso

 Último Desejo

Tradução de João Guilherme Ripper

Original de Noel Rosa

Chão de Estrelas

Tradução de Dimitri Cervo

Original: Orestes Barbosa Sílvio Caldas

E o Destino Desfolhou

Tradução de Achille Picchi

Original de Mário Rossi Gastão Lamounier

Ismália

Tradução de Achille Picchi

Original de Capiba (música) e Alphonsus de Guimarães (letra)

Brigas

Tradução de Achille Picchi

Original de Jair Amorim Evaldo Gouveia

A Deusa da Minha Rua

Tradução de Achille Picchi

Original de Jorge Farah e Newton Teixeira

Eu Sonhei Que Tu Estavas Tão Linda

Tradução de André Vidal

Original: Francisco Mattoso (música); Lamartine Babo (letra)

Ave Maria no Morro

Tradução de André Vidal

Original: Herivelto Martins

Ai Ioiô (Linda Flor)

Tradução de Leandro Braga

Original: Henrique Vogeler (música); Marques Porto e Luís Peixoto (letra)

 

Ingressos: R$20 (meia-entrada para aposentados, maiores de 60 anos, professores da rede pública e estudantes).
Na bilheteria ou pelo www.compreingressos.com/theatromunicipaldesaopaulo
Capacidade: 1.500 lugares
Duração: aproximadamente 60 min.

 

Theatro Municipal de São Paulo

Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n – República

Telefone: 3053-2090

Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sábado, das 10h às 19h e domingo, 10h às 17h. *Nos dias de espetáculo a bilheteria funciona das 9h até o início do evento.

Praça das Artes

Endereço: Av. São João, 281 – Centro

Horário de funcionamento da bilheteria: de segunda a sexta das 13h às 19h. Sábado, domingo e feriados das 11h às 17h.

Mais informações: http://www.theatromunicipal.org.br

Theatro Municipal

Praça Ramos de Azevedo, s/nº
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Bilheteria 55 11 3053 2090

Praça das Artes

Avenida São João, 281
Sé - São Paulo, SP
Ver no Mapa
Telefone 55 11 4571 0401

Adquira seus ingressos

Compre Ingressos
Patrocinadores em atualização
Ministério da Cultura